Ir para conteúdo principal

Imprensa

13ª Semana Nacional da Conciliação será realizada em novembro

TRT-2 reúne esforços para que patrões e empregados solucionem seus conflitos por meio de acordo. O evento será entre os dias 5 e 9 de novembro.

A XIII Semana Nacional de Conciliação, promovida pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) em parceria com os tribunais de justiça, do trabalho e os federais, será realizada entre os dias 5 e 9 de novembro deste ano. O objetivo do evento é promover a cultura do diálogo entre as partes de um conflito.

No âmbito do Tribunal Regional do trabalho da 2ª Região (TRT-2), a Semana da Conciliação foi regulamentada pelo Provimento GP/CR nº 06/2018, e ficará sob a responsabilidade do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Disputas (Nupemec-JT2). 

Serão incluídos em pauta de audiência os processos com potencial conciliatório, por iniciativa do juízo, em decorrência de inscrição realizada pelas partes ou mesmo por iniciativa dos Cejuscs-JT.

A inscrição de processos pelas partes deve ser realizada entre os dias 1º e 10 de outubro, na página do Tribunal (www.trtsp.jus.br), pelo ícone “Quero Conciliar”, localizado na área de acesso rápido. Nessa edição do evento, advogados ou partes também podem inscrever listas de processos pelo e-mail conciliar@trtsp.jus.br, indicando a numeração integral dos processos e o nome das partes envolvidas.

Nesses casos, as audiências serão realizadas pelos Cejuscs-JT, de acordo com as circunscrições em que tramitam os feitos. Hoje, a Justiça do Trabalho de São Paulo conta com sete centros de conciliação, localizados nas cidades de São Paulo (Fóruns Ruy Barbosa, da Zona Leste e da Zona Sul), Santo André, Cubatão, Guarulhos e Barueri. As varas do trabalho também realizarão audiências de conciliação.

Resultados positivos em 2017

No ano passado, a 12ª Semana de Conciliação proporcionou, no âmbito do TRT-2, resultados expressivos. De acordo com a Assessoria Estatística e de Gestão de Indicadores do Tribunal, a soma total dos valores homologados alcançou R$ 77.103.726,72. Num total de 16.696 audiências realizadas, foram homologados 4.686 acordos. 

Já no âmbito das três Justiças (Estadual, Federal e Trabalhista), estatísticas do CNJ apontam que, em 2017, quase 40% das audiências realizadas resultaram em conciliação. O valor total dos acordos homologados ultrapassou R$ 1,58 bilhão. Foram cerca de 757 mil pessoas atendidas.


 

Voltar
"Rolar para o top"